Quinta-feira, 3 de Maio de 2007
Fráncia, Pertual i la lei de l tabaco

An Fráncia ye hoije l debate antre Nicolas Sarkozy i Ségolène Royal a três dies de la segunda bulta de las eileiçones presidenciales. Yá muito tiempo que nun oubie ua çcusson tan séria i cun las cousas tan claras. Dá gusto. Ye cumo se la política  i subretodo ls políticos, houbíssen, cumo na Grécia Antiga, ganhado de nuobo l respeito qu’eilhes mesmos ajudórun a zbarrulhar. Serie buono que ls 85% de ls franceses que fúrun a botar na purmeira bulta nun quedássen zanganhados cun aquilho que se bai passar a seguir.

Antre ls muitos assuntos çcutidos retengo l problema de las regiones francesas. Un de ls candidatos (nun amporta qual) propon que se baia mais longe nos poderes de las regiones, ua beç que ye la sola maneira d’ir mais longe na berdadeira democracie.

An Pertual çcute-se hoije ua nuoba Lei subre l tabaco. Eiqui bai para uns anhos era fino fumar i ls fumadores sentien-se mais amportantes cun l cigarro na boca. Hoije isso mudou. L cigarro ancomoda. Quien fuma ye mirado de lhado, porque se stá a fazer mal a el i a quien stá por acerca.

Cun alguns lhugares i ampregos ( ??????????  ) tamien habie de ser assi.  Quien acupa un lhugar que nun tenga ganhado ou sido scolhido democraticamente – ou seia, por concurso ou eileiçones – habie de tener la mesma bargonha de quien fuma i ancomoda quien stá por acerca.

Quando teneremos la coraige d’ampeçar esse camino de la democracie, ampedindo que quien manda i goberna (falo, ye cierto, de lhugares antermédios de poder) seia scolhido ou nomeado, segundo ten mais padrinos ou amigos? Cumo ansinar als nuossos alunos la democracie? De que maneira ban eilhes antender  l’amportância de ls studos quando l que bein todos ls dies son pessonas qu’acúpan lhugares an nome de ls partidos?

L’hardança salazarenta ye pesada, you sei, i muito camino falta andar para que la nuossa democracie alcance seia digna desse nome.



Scrito por António Bárbolo Alves às 00:02
Link de l post | Comentar | Acrecentar als faboritos
|

1 comentário:
De Fernando Silva a 7 de Maio de 2007 às 02:25
Concordo totalmete com a sua opinião.
Sou um jovem mirandês (que infelizmente ainda não sabe escrever correctamente o mirandês), nascido e criado na belíssima cidade de Miranda do Douro. Tenho 20 anos, mas os 33 anos da nossa democracia são ainda mais jovens do que eu.

Melhores tempos virão quando a rectidão escandinava imperar sobre o nosso espírito latino.


Comentar post


Saber neste blog
 
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Últimos posts

Outro blogue

L sabor de las palabras

L cura i la criada

L nino Jasus de la Cartol...

L problema de las lhéngua...

L sermon (ua cunta)

Alguas nomeadas

Quadras populares

Folhetos

L populismo i l pobo

Arquibos

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds