Domingo, 17 de Junho de 2007
Palabras
Hai palabras que cheiran a miel, a memória i a suidade. Hai outras que cheiran a fiel, a maleita, a miedo, a cousa ruin. Eiqui deixo cinquenta que you scolhi. Cada ua ten sou sabor, sou cheiro, sue stória i sue bida. Quales son las tues palabras? Quantas ajudeste ou bás ajudar a bibir? Que las palabras nun muorran, porque sien eilhas  de pouco mos balirá la pena bibir.   
 
abarnagado; açagado; acelga; achaba; agudo; albarino; almendra; amargoso; arriba; auga; azeituna; bolar; bós; cachico; cacho; canhonica; çaranda; ciruonho; cuorbo; dar; datrás; delúbio; feno; frezno; friu; gilada; lhape; lhume; maçana; molino; niu; nuite; ouca; oulibeira; páixaro; palomba; pequerrico; pousar; pouso; praino; puntica; rana; roio; rumiano; sangre; si; tomilho; uolmo; yerba; zambunho.


Scrito por António Bárbolo Alves às 22:46
Link de l post | Comentar | Acrecentar als faboritos
|


Saber neste blog
 
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Últimos posts

Outro blogue

L sabor de las palabras

L cura i la criada

L nino Jasus de la Cartol...

L problema de las lhéngua...

L sermon (ua cunta)

Alguas nomeadas

Quadras populares

Folhetos

L populismo i l pobo

Arquibos

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds